A Ressurreição das válvulas eletrônicas para som.

Aos audiófilos temos neste artigo um teste de válvulas, para quem não sabe a válvula supera em muito até hoje a relação sinal ruído encontrados em transistores e CIs, resultando em harmônicos suaves e pouca ou nenhuma distorção.

Teste do filamento

Usando o multitester em X1, meça os dois pinos da válvula que correspondem ao filamento. Se o ponteiro mexer, o filamento está bom. Se o ponteiro não mexer, o filamento está aberto, o que significa válvula queimada. Abaixo vemos o teste

Teste de curto entre os eletrodos da válvula a frio

Coloque o multitester em X10K e meça os pinos, dois a dois (menos entre os dois do filamento). Se o ponteiro deflexionar, os dois eletrodos internos estão em contato (em curto). Este teste deve ser feito com paciência.

Veja a imagem abaixo. Observe que se tivermos o manual de válvulas o teste se torna muito mais fácil.

Teste da emissão com o aparelho ligado e com o esquema

Se tivermos o esquema do equipamento com as tensões marcadas, podemos verificar a emissão de uma válvula apenas medindo as tensões nos seus eletrodos. Abaixo vemos o procedimento:

Quando a válvula diminui a sua emissão de elétrons, dizemos que ela está fraca. Quando isto ocorre, sua corrente interna diminui, fazendo a tensão na placa e na G2 ficarem mais altas e a tensão do catodo ficar mais baixa. Neste caso a solução é trocá-la por uma nova.

Be the first to comment

Leave a Reply

Seu e-mail não será publicado.





nove − = 5