Dicas na instalação do subwoofer no carro.

Está querendo melhorar a qualidade do som do seu carro e investir na compra de um subwoofer? Vai instalar numa empresa especializada, mas quer ter certeza que o serviço é de qualidade?

Observe as regras abaixo:

1 – A potência máxima do amplificador deve ser menor ou igual à potência máxima do alto-falante.
2 – A potência nominal (RMS) do amplificador deve ser menor ou igual à potência nominal (entrada) do alto-falante.

É um engano bastante comum ligar um amplificador de potência nominal de 1000 W (RMS) a um alto-falante com potência máxima de 1000 W. Este equívoco quase sempre ocasiona a queima da(s) bobina(s) do alto-falante.

3 – Para melhor rendimento do sistema, o ideal é que a impedância de saída do amplificador seja igual à impedância do alto-falante. Nunca utilize alto-falante com impedância inferior àquela que seu amplificador pode trabalhar pois isto provocará danos ao sistema. Caso a impedância do alto-falante seja superior, não há problema. Esteja ciente apenas que o sistema não terá o melhor rendimento.

Bobinas duplas: os alto-falantes com bobinas duplas foram criados para dar maior flexibilidade às instalações. Atualmente dispomos de amplificadores no mercado que podem operar a 1 ohm, 2 ohms, 4 ohms, 8 ohms, dentre outros. Portanto, podemos utilizar este tipo de alto-falante para fazer o casamento de impedância ideal com o amplificador.

Importante: sempre interligue as bobinas do alto-falante. Nunca conecte seu amplificador a apenas uma das bobinas e nem ligue canais diferentes do seu amplificador no mesmo alto-falante. A ligação entre as bobinas pode ser em série ou em paralelo. Estas diferentes combinações é que resultarão em diferentes impedâncias para o mesmo alto-falante.

4 – Respeite as medidas mínimas de caixa recomendada para o seu subwoofer. A caixa exerce um papel muito importante no controle da excursão do alto-falante e isto influencia diretamente no funcionamento do alto-falante e, é claro, no desempenho do seu sistema de som.

Veja a seguir alguns exemplos do que se pode fazer e o que não se deve fazer. As especificações dos amplificadores nos exemplos são apenas para demonstração. Estamos considerando nos exemplos apenas a potência nominal (RMS) dos amplificadores.

CASO 1:
– Potência RMS do amplificador = 380 W ligação em bridge a 4 ohms
– Potência nominal do alto-falante = 400 W
– Impedância de saída do amplificador = 4 ohms
– Impedância equivalente do alto-falante = 4 ohms

Instalação adequada pois a potência RMS do amplificador não ultrapassa a potência nominal do alto-falante.
Além disso a impedância do sistema está devidamente casada.

CASO 2:
– Potência RMS do amplificador = 380 W ligação em bridge a 4 ohms
– Potência nominal do alto-falante = 400 W
– Impedância de saída do amplificador = 4 ohms
– Impedância equivalente do alto-falante = 1 ohm

Neste caso a potência do amplificador possivelmente sofrerá um acréscimo e o mesmo trabalhará sobrecarregado. A distorção será grande e em pouco tempo o amplificador será desligado se tiver circuito de proteção, ou até mesmo queimará. O alto-falante também pode ser danificado pois por algum tempo ele receberá potência superior ao que se recomenda.

CASO 3:
– Potência RMS do amplificador = 350 W quando ligado a 4 ohms
– Potência RMS do amplificador = 500 W quando ligado a 2 ohms
– Potência nominal do alto-falante = 400 W
– Impedância equivalente do alto-falante = 4 ohms

Para esta impedância resultante de 4 ohms, a potência fornecida pelo amplificador será de 350 W. Neste caso a instalação está adequada pois a potência de entrada do alto-falante é superior a este valor.

CASO 4:
– Potência RMS do amplificador = 350 W quando ligado a 4 ohms
– Potêncie RMS do amplificador = 500 W quando ligado a 2 ohms
– Potência nominal do alto-falante = 400 W
– Impedância equivalente do alto-falante = 2 ohms

Para esta impedância resultante de 2 ohms, a potência fornecida pelo amplificador será de 500W. Neste caso a instalação está inadequada pois a potência de entrada do alto-falante é inferior a potência fornecida pelo amplificador.

Fonte: Pioneer

2 Comments

  1. Amigo gostaria de perguntar o seguinte tenho um módulo de 350wrms 4 ohms e um sub de bobinadupla de 350 rms de 4 ohms como deveria ser feita a ligaçao e um outro módulo 160 wrms 2ohms e um sub 220 4ohms bobina dupla

  2. Amigo no primeiro caso as bobinas devem ser ligadas em SÉRIE, vai dar o total de 8 Ohms, não tem problema para o modulo, ele só vai diminuir a potência para uns 180 Wattsrms, isso porque a impedância total dos alto falantes nunca deve ser menor que a indicada no amplificador. No segundo caso você pode ligar em PARALELO que o total vai dar os 2 Omhs casando perfeitamente com a indicada no amplificaor.

    Dê uma olhada aqui http://sombox.com.br/caixas-de-som/saiba-mais-sobre-associacao-de-alto-falantes-e-ou-caixas-de-som/

Leave a Reply

Seu e-mail não será publicado.





− seis = 0